Agradeço a vossa visita, por fazer parte da minha história ... por bailar comigo!




sábado, 26 de novembro de 2005



Minha alma transcende o tempo.
Quero o amor que traz consigo a honra.
Quero as lágrimas que não se derramam.
Quero a dor que tudo suporta.
Não quero a dor continuada.
Não quero as lágrimas que secam.
Não quero o vazio de alma.
Porque minha alma transcende o tempo...
E quer mais do que a mortalidade pode dar.
Porque a impossibilidade do arco-íris é inquietante.
Porque preciso correr, quando apenas queria caminhar...

3 comentários:

grilo falante disse...

Os momentos de felicidade só fazem sentido porque os outros são de dor. Não há vida (não devia haver) sem sofrimento.

pinuccio disse...

Minha princesinha, continua doce e sensível, este poema é peculiar como você. Beijos

Valquiria disse...

O que seria do amor sem dor, o que seria da alegria sem o amor se não passassemos pela dor do amor?