Agradeço a vossa visita, por fazer parte da minha história ... por bailar comigo!




domingo, 20 de novembro de 2005


Algo que existe,
mas não se sente,
será verdadeiro?
ou apenas indiferente?
Presença falhada,
será verdade?
a mensagem de saudade,
ou o papel de amada...
Será o nosso fado,
tão tênuo e tão difícil,
tão certo e tão inseguro?
ou apenas o desejo de ser amado?
Querer ser um,
um par!
Mas sinto que sou impar...
e apenas quero
o eterno amar!

2 comentários:

Anônimo disse...

MARAVILHOSO...PARABÉNS !!! BJOKAS

grilo falante disse...

Viver com quem não se ama,desejar o amor que se não tem.
Casa grande e vazia,
sob a luz do sol ao entardecer,
lembra o quebranto,
entristece o pensamento.