Agradeço a vossa visita, por fazer parte da minha história ... por bailar comigo!




sexta-feira, 18 de novembro de 2005



Amei com exagero e intensidade.
Amei com força, ternura, paixão, loucura.
Sofri o desespero de quem ama sem saber o porque de tal ironia.
Amei muitas vezes o seu silêncio, a tua ausência, os teus gritos, a tua indiferença.
Amei-te de corpo e alma.
Amei, até esgotar o louco desejo de te amar.

2 comentários:

grilo falante disse...

A pescadinha de rabo na boca.
Amor, desamor, tão próximos estão.

Anônimo disse...

chega uma hora que não dá mais para amar alguém que não nos dá o devido valor!